CHINA: Seis cristãos são injustamente acusados e enviados à prisão na China

Arquivado em Destaque

Centenas de cristãos na China acabam na prisão por acusações injustas em nome do governo. Muitos desses cristãos são acusados de violar a lei por pertencer a um “culto” sem qualquer prova real. Muitos são torturados ou mortos por não se submeterem aos desejos comunistas do governo. Infelizmente, esse tratamento hostil para com os cristãos não é nada novo e o governo planeja implementar ainda mais restrições aos cristãos.

Um tribunal chinês na província do sudoeste de Yunnan enviou seis cristãos à prisão na semana passada por sua participação ao que chamam de “culto do mal”.

O veredito vem como parte de uma repressão provincial em cultos, já que o Partido Comunista continua sua campanha nacional para restringir igrejas não registradas antes que novos regulamentos religiosos entrem em vigor na semana que vem.

Os seis cristãos receberam sentenças longas de até 13 anos por um tribunal da cidade de Lincang, no oeste de Yunnan, que os considerou culpados de participar de um grupo que utiliza os cultos para se organizarem e burlar a aplicação da lei.

Seja a voz você também e compartilhe

Google1GoogleYahooBlogger

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *